6/05/2011

Salmos 15 - 18

Salmo 15 Condições da Comunhão com Deus

1 A pergunta: Quem pode viver na presença de Deus?

2-5 A resposta: Aqueles que mostram a justiça e santidade em suas vidas:

Vive com integridade

Pratica a justiça

Fala a verdade

Não difama com a língua

Não faz mal ao próximo

Considera desprezível o réprobo

Honra aos que temem ao Senhor

Cumpre a sua palavra, mesmo quando toma prejuízo

Não é ganancioso nem desonesto nos seus negócios

Compare este salmo com Isaías 33:14-17

Salmo 16 Confiança do Ungido em Deus

Enquanto Davi claramente escreveu este Salmo para expressar a sua própria confiança no Senhor, a citação e explicação por Pedro (veja Atos 2:25-32) lhe dá um sentido messiânico. Na nossa leitura, podemos ver a confiança de Davi, realizada perfeitamente em seu descendente, Jesus.

1-2 Confiança total em Deus, o único “bem” que ele possuía (compare versículo 5 e a idéia da herança da tribo sacerdotal em Números 18:20; Deuteronômio 18:1-2; Josué 13:33 com o sacerdócio e a herança de todos os cristãos no reino de Cristo – 1 Pedro 2:5,9; 3:7; 1:4; Romanos 8:17; Tiago 2:5; Colossenses 1:12; etc.)

3-4 Ele sente prazer nos santos na terra, e despreza os idólatras

5 Ele se entrega exclusiva e totalmente a Deus

6 A herança dele (veja o versículo 2) é muito agradável

7 Mesmo nas horas mais escuras, é Deus quem o guia

8-11 Com Deus ao lado, não será abalado. Descansará em paz, confiante na ressurreição (veja Atos 2:25-32) e na glória perpétua na presença de Deus. O argumento importante de Pedro em Atos 2 mostra que este salmo vai além da experiência do próprio Davi, sendo cumprido completamente na ressurreição de Cristo.

Salmo 17 Pedido a Deus por Julgamento Justo

1-2 O salmista pede a Deus julgamento justo da sua causa

3-5 Ele se apresenta como um servo fiel e íntegro diante de Deus

6-7 Apela a Deus pedindo julgamento justo, defendendo-o contra os perversos

8-14 Ele pede a proteçao de Deus contra os ímpios. Na sua descrição das características desses inimigos, ele descreve a diferença fundamental entre o homem mundano e o servo de Deus. Para os homens mundanos, a herança e o prazer são desta vida (14). Para os homens espirituais, a herança e o prazer se encontram em Deus (15; veja 16:1,5,6,11)

15 Para o salmista, e para todos os justos, o maior prazer vem da comunhão com Deus

Salmo 18 Louvor a Deus por Proteção, Direção e Vitória

Este Salmo foi escrito por Davi quando Deus o livrou da mão de Saul

1-3 Louvor a Deus como protetor e libertador

4-5 A situação angustiosa que Davi enfrentou

6 Deus ouviu e respondeu à sua oração

7-12 A resposta de Deus veio com a voz de terremotos, fogo, fumaça e nuvens

13-18 O trovão da voz de Deus contra os inimigos de Davi

19-24 Deus o salvou porque se agradou dele, um homem justo

25-26 Os princípios do julgamento de Deus

25-26 Para os justos, ele mostra benignidade, integridade e pureza

26b Para os perversos, ele mostra inflexibilidade

27 Deus salva os humildes e humilha os soberbos

28 Davi pede a iluminação de Deus

29 Deus lhe dá força para superar os inimigos e os obstáculos

30-50 Deus é o único capaz de guiar e proteger o homem. É Deus quem dá capacidade e vitória ao seu servo, enquanto recusa ajudar os seus inimigos. Por esses motivos, o Senhor merece o louvor do homem.

Encontramos este salmo, também, em 2 Samuel 22


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deus Abençôe

Postar um comentário