10/30/2008

Mateus 8

8:1-4
Depois do sermão do monte, multidões seguiram a Jesus.
Um leproso veio a Jesus e foi curado.
**Obs.: O leproso adorou a Jesus. Jesus entendeu bem que a adoração pertence somente a Deus (4:10). Bons homens e anjos recusaram tal adoração (Atos 10:25-26; 14:11-18; Apocalipse 22:8-9). Quando Herodes aceitou a glória que pertencia a Deus, ele foi ferido por um anjo do Senhor (Atos 12:12-23). Jesus não recusou a adoração, e ainda foi exaltado pelo Pai. Existe apenas uma possível explicação: Jesus é divino; ele é Deus.
**Obs.: Durante sua vida aqui, Jesus obedeceu a lei de Moisés e ensinou que outros fizessem a mesma coisa. Aqui, ele enviou o homem curado a fazer a oferta que a lei exigia.
8:5-13
Voltando para Cafarnaum, Jesus encontrou um centurião que veio pedindo que ele curasse seu servo paralítico.
Jesus falou que iria até à casa dele, mas o centurião demonstrou entendimento e fé no poder da palavra de Jesus. Jesus elogiou a fé dele, e curou o servo de longe.
**Obs.: O significado dos versículos 11 e 12, provavelmente, passou despercebido pelo povo. Jesus predisse a inclusão dos gentios no reino dele, mas os judeus continuaram pensando em termos nacionais.
8:14-17
Jesus curou a sogra de Pedro.
**Obs.: Pedro já era casado. Paulo disse em 1 Coríntios 9:5 que os outros, também, eram homens casados. Uma das qualificações de presbíteros ou pastores (mas não de apóstolos, 1 Coríntios 7:8) é que eles sejam casados (1 Timóteo 3:2; Tito 1:6). Pedro, mais tarde, serviria como presbítero (1 Pedro 5:1).
Jesus realizou várias outras curas.
**Obs.: O comentário no versículo 17 tem sido usado para sugerir que Jesus veio para curar enfermos. Mas, no contexto dos evangelhos e dos outros livros do Novo Testamento, percebemos que o argumento de Mateus aqui é um pouco mais complexo. Isaías 53:4 está falando sobre o sacrifício de Jesus para curar a doença espiritual do homem. As curas físicas serviam para demonstrar o poder dele, assim confirmando a palavra que ele pregou. Jesus mesmo nos dá esta explicação em 9:18, que fará parte do nosso próximo estudo. O ponto é este: as curas e os outros milagres de Jesus tiveram um papel secundário no trabalho dele, mostrando sua capacidade de cumprir seu principal objetivo: vencer o diabo, o pecado e a morte que vem por causa do pecado.
8:18-22
Jesus mostrou que não é fácil ser discípulo dele. Muitas pessoas falam da boca para fora sobre seu desejo de servir a ele. Jesus enfatizou as dificuldades do caminho para desafiar cada pessoa a fazer os sacrifícios necessários para seguí-lo.
8:23-27
Jesus dormia no barco durante um temporal que assustou os discípulos.
Quando eles o acordaram, Jesus os repreendeu e, depois, acalmou o mar.
Eles ficaram admirados, pois este milagre mostrou seu poder sobre uma coisa muito maior (fisicamente) do que ele.
**Obs.: Este capítulo contém dois milagres extraordinários, mostrando que Jesus dominava não apenas doenças de indivíduos, mas também tinha poder a longa distância e sobre a própria natureza.
8:28-34
Jesus chegou ao outro lado do mar da Galiléia, à região de Decápolis.
Dois endemoninhados saíram ao seu encontro, e gritaram para ele.
**Obs.: Os relatos de Marcos e Lucas falam de um endemoninhado, enquanto Mateus afirma que houve dois. Algumas pessoas citam casos como este para sugerir que há contradições entre os evangelhos. Mas o que encontramos aqui é uma diferença em ênfase, e não uma contradição. Marcos e Lucas falam sobre um, mas não dizem que houve apenas um. Talvez um dos dois era mais conhecido pelo povo, e eles não comentam sobre o companheiro. Mateus, neste caso, fornece um detalhe a mais.
Os demônios pediram que ele não os lançasse fora (para o abismo, Lucas 8:31). Pediram que ele os mandasse para uma manada de porcos.
Jesus fez isso, e os porcos se jogaram no mar e morreram.
As pessoas da cidade ficaram sabendo desse milagre e pediram que Jesus saísse da terra deles.
**Obs.: Os gadarenos mandaram Jesus embora. Pode ser que temiam o poder do Santo de Israel no meio deles, um povo pecaminoso. Pode ser que meramente não queriam perder mais dinheiro por causa dele (imagine o valor da manada de porcos que já perderam). Eles não aceitaram Jesus. Marcos (5:18-20) e Lucas (8:38-39) dizem que Jesus deixou o homem curado para trás para testemunhar àquele povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deus Abençôe

Postar um comentário