5/19/2011

Salmo 138 a 144

O Senhor conhece o homem, até os pensamentos mais íntimos de suas criaturas. O servo de Deus procura conhecer Deus, até tentando compreender os pensamentos do Criador. Aqueles que andam assim gozam a comunhão com o Senhor. Os outros, cujos pensamentos e procedimento contrariam a vontade de Deus, sofrem a ira reservada para os inimigos do Senhor.

Salmo 138 Louvor a Deus Porque Ele Atendeu a Oração de seu Servo

    1-3 Davi dá graças a Deus, porque o Senhor ouviu a sua oração

    4-6 Os reis devem louvar a Deus, porque ele é grande e, ao mesmo tempo, cuida dos humildes

    7-8 Davi confia no Senhor, independente de suas circunstâncias
Salmo 139 A Confiança do Servo Fiel no Deus Onisciente
    1-6 Deus conhece perfeitamente o homem, até sabe os pensamentos antes do homem agir

    7-12 Não importa onde o homem estiver, Deus o verá. Ele é onipresente

    13-16 Deus conhece o homem desde a barriga da mãe, pois o Senhor o formou

    17-18 Os pensamentos de Deus, muito acima da compreensão do homem, são preciosos para o servo fiel

    19-22 Davi pede a vingança contra os inimigos de Deus. Estes versículos servem como chave para entender os Salmos imprecatórios. O homem pede castigo divino contra os seus adversários, não por serem estes inimigos dele mesmo, mas por serem inimigos de Deus

    23-24 O Salmista pede que Deus sonde o coração e o guie no caminho certo. Nada de tentar esconder de Deus!
Salmo 140 A Proteção Divina
    1-3 Davi pede livramento do homem violento, que vive procurando o mal dos outros com seu coração, sua língua e seus lábios

    4-5 Ele pede proteção das ciladas armadas pelos violentos

    6-8 Ele pede que Deus ouça os seus pedidos enquanto nega os desejos dos ímpios

    9-11 Ele pede castigo divino para os seus perseguidores

    12-13 Ele mostra sua confiança na justiça e na proteção do Senhor
Salmo 141 Pedido por Pureza e Proteção
    1-2 Davi pede que Deus atenda a sua oração. A comparação da oração com o incenso sugere o simbolismo do incenso oferecido continuamente ao Senhor no tabernáculo e no templo (veja Apocalipse 5:8)

    3-5 Ele pede a ajuda de Deus para manter a sua pureza. Da mesma maneira que os homens violentos dedicam o coração, a língua e os lábios ao pecado (140:2-3), o servo de Deus dedica o coração, a língua e a boca a Deus, e não quer contaminá-los com a iniqüidade

    5-7 Os perversos seriam julgados, e a palavra do servo fiel permaneceria

    8-10 O servo confia em Deus, e assim espera a proteção de Deus contra os ímpios, que cairão nas armadilhas que prepararam para os outros
Salmo 142 O Servo Procura Refúgio em Deus
    1-3 Davi leva a sua súplica ao Senhor

    3-4 Entre os homens, não há nenhum refúgio nem proteção

    5-7 Somente no Senhor ele acha refúgio e livramento dos inimigos
Salmo 143 A Súplica de um Servo Oprimido
    1-2 Davi pede que Deus atenda a sua súplica, sem entrar em juízo com ele. Ninguém pode suportar a justiça de Deus, pois todos pecaram (veja Romanos 3:10,23)

    3-4 Ele vive perturbado pelas perseguições do seu inimigo

    5-6 Ele lembra das grandes obras de Deus e deseja a presença do Senhor

    7 Ele pede que Deus responda com urgência à sua oração

    8-11 Ele pede que Deus aja na vida dele:
    Faze-me ouvir (8)
    Mostra-me o caminho (8)
    Livra-me ... dos meus inimigos (9)
    Ensina-me a fazer a tua vontade (10)
    Guie-me ... por terreno plano (10)
    Vivifica-me (11)
    Tira da tribulação a minha alma (11)

    12 E, por outro lado, ele pede que Deus aja contra os seus inimigos. Ele apresenta o castigo dos ímpios como um ato de misericórdia, no sentido que a destruição dos perversos dá livramento aos fiéis

Salmo 144 O Excelso Deus Cuida do Seu Povo

    Este Salmo de Davi se divide em duas partes principais. Os primeiros 11 versículos falam da relação especial de Deus com seu servo, Davi. Os últimos 4 são uma oração de bênção para o povo de Israel. Na primeira parte há duas estrofes paralelas, terminando com refrãos quase idênticos (5-8, 9-11)

    1-11 Deus, o protetor e a força de Davi

    1-2 Deus protege e capacita Davi como guerreiro e rei

    3-4 Mas como é que o Deus sublime se preocupa com meros homens, que vivem por pouco tempo? (veja Tiago 4:14; 1 Pedro 1:24)

    5-8 Davi pede para o Deus Altíssimo estender a sua mão para o livrar dos seus inimigos (observe o refrão nos versículos 7 e 8, que será repetido no versículo 11)

    9-11 Davi louva a Deus, quem dá vitória e o livra da mão dos inimigos

    12-16 Este Salmo se encerra com uma bênção para o povo de Israel, chegando a conclusão:
    “Sim, bem-aventurado é o povo cujo Deus é o Senhor”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deus Abençôe

Postar um comentário