5/15/2011

Provérbios

O Livro de Provérbios foi escrito pelo sábio rei Salomão (Provérbios 1.1; 10.1; 25.1). Sua escrita ocorreu entre os anos de 1.037 a 998 a.C., durante o reinado de Salomão em Israel. O livro é constituído em forma de discursos, bem como de coleção de declarações sábias sobre assuntos práticos da vida. Embora tenha sido de autoria do rei Salomão, no reinado de Ezequias o Livro de Provérbios recebeu sua compilação, tendo sido posto em ordem pelos seus escribas (escrivães), que o colocaram em um só volume. Em toda a sua vida, Salomão compôs cerca de 3.000 provérbios e 1.005 cânticos (1º Reis 4.32). Ele próprio selecionou os provérbios do livro, e os colocou em ordem de escrita. Os escribas do rei Ezequias os colocaram em ordem temática.

O Livro de Provérbios possui 31 capítulos, 914 versículos e cinco grandes divisões. 1)O valor superior da sabedoria; 2)A atitude correta para com Deus; 3)Conselhos excelentes para governar a vida familiar; 4)Características que devem ser cultivadas e as que devem ser evitadas; 5)Orientações práticas para a vida cotidiana.

A primeira grande divisão do livro (O valor superior da sabedoria) possui cinco subdivisões: 1)Sabedoria (junto com compreensão) é a coisa principal (Provérbios 4.5-8; 16.16). 2)Elementos essenciais para se adquirir sabedoria (Provérbios 2.1-9; 13.20). 3)Benefícios resultantes da sabedoria, tais como segurança, proteção, honra, vida mais longa e mais feliz (Provérbios 2.10-21; 3.13-26, 35; 9.10-12; 24.6, 13,14). 4)A sabedoria personificada foi a colaboradora de Deus (Provérbios 8.22-31). 5) As conseqüências amargas de se deixar de agir sabiamente (Provérbios 1.24-32; 2.22; 6.12-15).

A segunda grande divisão do livro (A atitude correta para com Deus) possui seis subdivisões: 1)Confiar em Deus (Provérbios 3.5,6; 16.20; 18.10; 29.25). 2) Temer e evitar a maldade (Provérbios 3.7; 10.27; 14.26,27; 16.6; 19.23). 3)Honrá-lo por apoiar a adoração verdadeira (Provérbios 3.9,10). 4)Mostrar apreço por Sua Palavra (Provérbios 3.1-4; 30.5,6). 5)Descobrir o que Deus odeia e agir com esse conhecimento (Provérbios 6.16-19; 11.20; 12.22; 16.5; 17.15; 28.9). 6)Se agradarmos a Deus, Ele cuidará de nós, nos protegerá e ouvirá as nossas orações (Provérbios 10.3,9,30; 15.29; 16.3).

A terceira grande divisão do livro (Conselhos excelentes para governar a vida familiar) possui cinco subdivisões: 1)A esposa capaz é uma bênção por parte de Deus (Provérbios 12.4; 14.1; 18.22; 31.10-31). 2)Os pais devem treinar e disciplinar os filhos (Provérbios 13.1,24; 22.6,15; 23.13,14; 31.109-31). 3)Os filhos devem respeitar profundamente os pais (Provérbios 1.8,9; 4.1-4; 6.20-22; 10.1; 23.22-26; 30.17). 4) Amor e paz são qualidades muito desejáveis no lar (Provérbios 15.16,17; 17.1; 19.13; 21.9,19). 5)Resista à imoralidade e estará evitando muita dor e sofrimento (Provérbios 5.3-23; 6.23-35; 7.4-27; 9.13-18).

A quarta grande divisão do livro (Características que devem ser cultivas e as que devem ser evitadas) possui sete subdivisões: 1)Cultive consideração amorosa para com os pobres e os aflitos (Provérbios 3.27,28; 14.21,31; 19.17; 21.13; 28.27). 2)Seja generoso e evite a ganância (Provérbios 11.24-26). 3)Cultive e diligência e não seja preguiçoso (Provérbios 6.6-11; 10.26; 13.4; 20.4; 24.30-34; 26.13-16). 4)Modéstia e humildade trazem honra. Presunção e orgulho trazem à humilhação (Provérbios 11.2; 16.18,19; 25.6,7; 29.23). 5)Exerça autodomínio (tolerância) na questão da ira (Provérbios 14.29; 16.32; 25.28; 29.11). 6)Evite ter espírito maldoso ou o desejo de vingança (Provérbios 20.22; 24.17,18;28,29; 25.21,22). 7)Pratique a justiça em tudo (Provérbios 10.2; 11.18,19; 14.32; 21.3,21).

A quinta grande divisão do livro (Orientações práticas para a vida cotidiana) possui 14 subdivisões: 1)Corresponda corretamente à disciplina, à repreensão e ao conselho (Provérbios 13.18; 15.10; 19.20; 27.5,6). 2)Seja um amigo genuíno (Provérbios 17.17; 18.24; 19.4; 27.9,10). 3)Seja criterioso ao aceitar hospitalidade (Provérbios 23.1-3, 6-8; 25.17). 4)O materialismo é fútil (Provérbios 11.28; 23.4,5; 28.20,22). 5)O trabalho árduo resulta em bênçãos (Provérbios 12.11; 28.19). 6)Desenvolva práticas comerciais honestas (Provérbios 11.1; 16.11; 20.10,23). 7)Tome cuidado no que diz respeito a ser fiador (avalista) dos outros, especialmente de estranhos (Provérbios 6.1-5; 11.15; 22.26,27). 8)Evite conversa prejudicial: certifique- se de que sua conversa é edificante (Provérbios 10.18-21, 31,32; 11.13; 12.17-19; 15.1,2,4,28; 16.24; 18.8). 9)A lisonja é traiçoeira (Provérbios 28.23; 29.5). 10)Evite altercações: discutir ou polemizar (Provérbios 3.30; 17.17; 20.3; 26.17). 11)Evite más companhias (Provérbios 1.10-19; 4.14-19; 22.24,25). 12)Aprenda a lidar sabiamente com os zombadores (escarnecedores) e com os tolos (Provérbios 9.7,8; 19.25; 22.10; 26.4,5). 13)Evite as armadilhas das bebidas alcoólicas: a embriaguez (Provérbios 20.1; 23.29-35; 31.4-7). 14)Não inveje os ímpios ou iníquos (Provérbios 3.31-34; 23.17,18; 24.19,20).

Observações sobre o Livro de Provérbios: entre os Provérbios de Salomão foram encontradas palavras de AGUR (transcritas por Salomão) e da mãe do rei LEMUEL, as quais foram adicionadas ao livro pelo próprio Salomão. São os provérbios constantes dos capítulos 30 (30.1-33) e 31 (31.1-31) respectivamente. Os dois provérbios foram transcritos pelos escribas do rei Ezequias, quando este compilou o livro na íntegra. AGUR era filho do rei Jaque e foi autor do 30º capítulo do Livro de Provérbios. Viveu na corte de Salomão (entre 1.037 a 998 a.C.) e era um dos escribas do rei. LEMUEL era um dos muitos reis das nações circunvizinhas de Israel, que admiravam Salomão e com ele mantinham relações de amizade. Lemuel era um rei muito obediente à sua mãe, e prestou-lhe uma homenagem ao escrever o capítulo 31 do Livro de Provérbios, o qual Salomão também adicionou ao Livro.

Para efeitos didáticos, o Livro de Provérbios possui cinco grandes temas ou assuntos: 1)Provérbios de Salomão exaltando as bênçãos da sabedoria (capítulos 1 a 9). 2)Os provérbios de Salomão sobre vários assuntos (capítulos 10 a 24). 3)Outros provérbios de Salomão, transcritos pelos escribas do rei Ezequias (capítulos 25 a 29). 4) As palavras de Agur (capítulo 30). 5)As palavras da mãe do rei Lemuel (capítulo 31).

Rev. Dr. Venâncio Josiel dos Santos (PHD, DD, THD). Doutor em Teologia, Divindade e Filosofia da Religião. OTEAL nº 615 – OTEB nº 1.516

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deus Abençôe

Postar um comentário